Campo Grande recebe mais de 39 mil doses contra influenza e vacinação volta à tarde

Idosos e profissionais da área da saúde terão doses disponíveis para vacinação contra Influenza a partir da tarde dessa segunda-feira (30). Campo Grande recebeu no final de semana 39,6 mil doses da vacina e, nessa manhã, está sendo feita a distribuição das vacinas na unidade. 

A campanha de imunização começou na terça-feira da semana passada, mas, devido à alta procura, as primeiras 44 mil doses se esgotaram em pouco menos de dois dias. Preconizada pelo Ministério da Saúde, a campanha foi adianta e o público escalonado devido à emergência de saúde pública de nível internacional provocada pelo Covid-19. 

Até o dia 15 de abril, a campanha está direcionada exclusivamente para profissionais da saúde, que estão na frente de combate às doenças, e às pessoas com mais de 60 anos de idade, que têm 52 farmácias à disposição, além de 10 unidades de saúde referenciadas para a imunização. 

Campo Grande adotou como estratégia a descentralização dos pontos de vacina, e, para isso, conta com o apoio de algumas farmácias, que aplicarão as doses na população com mais de 60 anos. Essas pessoas também poderão procurar as unidades de saúde para a imunização. 

“Ao todo são 113 locais de vacinação, além das farmácias e drogarias, temos dez unidades de saúde com tendas que foram referenciadas para os idosos, que são os mais vulneráveis tanto quanto para o Covid-19, quanto para a Influeza. As tendas visam a redução de aglomerações de pessoas e é um local mais arejado, evitando o contágio por essas doenças”, explica a superintendente de vigilância em saúde, Veruska Lahdo. 

Próximas etapas 

A expectativa é que Campo Grande receba mais 11 lotes da vacina, para imunizar o restante da população de risco. A campanha vai até o dia 23 de maio, tendo como Dia D o sábado, dia 9, no mesmo mês. 

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. Na última fase, que começa no dia 9 de maio, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade serão o público alvo. 

PMCG

Ad

Você também pode gostar...