Prefeitura vai investir R$ 5 milhões para terminar seis escolas na Capital

A Prefeitura de Campo Grande vai investir R$ 5 milhões, recurso que vai complementar a verba federal, para concluir seis escolas municipais de educação infantil, algumas com obras há seis anos, que juntas vão atender 780 crianças.  Como parte das comemorações do aniversário da cidade, em agosto, serão entregues as unidades dos bairros Vespasiano Martins e Nascente do Segredo.  A previsão é de que no próximo ano sejam entregues as escolas da Vila Nasser, Popular, Zé Pereira e Jardim Inápolis,  na região do Indubrasil.

Há três semanas, foi retomada a construção da EMEI da Vila Nasser, divisa com a Vila Marli,  interrompida há seis anos, quando 45% do serviço  já tinha sido executado e  haviam sido gastos R$ 1.316.000,00. Como há um saldo de R$ 759,5 mil  do convênio firmado com o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), a Prefeitura terá de completar com R$ 925,7 mil para garantir R$ 1.685.346.000,00, orçamento da empresa que venceu a concorrência, R$ 440 mil abaixo do preço de referência previsto no edital.

Durante o período de paralisação, furtaram a fiação instalada, encanamentos, portais, parte do telhado e o madeiramento, encarecendo o custo final da obra, que teve as planilhas as revistas porque os orçamentos feitos em 2012 estavam defasados.

A retomada das obras animou os moradores da região, especialmente quem mora na vizinhança da escola. A dona de casa Ana Paula Garcia, residente na Rua Lindoia, lembra que ainda estava gestante da sua filha, que hoje tem 6 anos e já o fez o ensino fundamental na Escola Municipal Licurgo de Oliveira Bastos, na Vila Nasser. “Infelizmente, ela não conseguiu estudar na creche que fica em frente de casa”, comenta. Sua vizinha, Luciene Garcia, confia que em 2020 conseguirá uma vaga para neta na EMEI.

O CEINF da Vila Nasser tem 1.211 metros quadrados de área construída, com previsão de atender 180 crianças na faixa etária da educação infantil. Está projetado para oito salas de aula, com área de repouso e solário individual. Já as salas de berçário terão banheiros internos. Estão previstas sala com secretaria, refeitório, lactário para os berçários e cozinha.

Outras EMEI

Também estão em andamento as obras no EMEIVespasiano Martins, que entraram na fase de acabamento. A obra foi parada quando já tinham sido investidos  mais de R$ 2 milhões (exatos R$ 2.092.159,56),  R$ 913,2 mil  de verba federal e R$ 1,1 milhão do município. Para concluir a construção, estão sendo investidos mais de R$ 1 milhão (R$ 1.018.991,69), sendo R$ 409 mil de saldo disponível do convênio e R$ 609,7 mil de contrapartida da Prefeitura.

No CEINF Nascente do Segredo, o investimento da Prefeitura para entregar o prédio deve passar de R$ 1 milhão. O convênio inicial teve um reajustamento de R$ 378 mil, passando de R$ 2.024.629,00 para R$ 2.403.607,76.  A obra parou quando tinham sido aplicados R$ 1.327.294.42, sendo R$ 745.9849,02 do FNDE e R$ 581,2 mil da Prefeitura. O município está tendo um desembolso de mais R$ 500 mil, por causa de algumas adequações no projeto, como por exemplo, a construção de uma rampa de acesso.

Ad

Você também pode gostar...