Calor de 41°C e tempo seco acendem alerta para cuidados com a saúde

As altas temperaturas seguem marcando presença em grande parte do Estado, e como consequência, a baixa umidade do ar tem provocado desconforto na população. Em cidades como Porto Murtinho e Três Lagoas, por exemplo, as temperaturas podem registrar 41°C nesta quarta-feira (30.10) conforme o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec).

A previsão é de céu parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas para as regiões leste, central, norte e bolsão. Nas demais áreas, a previsão é de céu parcialmente nublado com possibilidade de chuvas isoladas à tarde.

Durante a manhã, a umidade relativa do ar ficará com índice elevado em torno de 90% no Estado, porém a tarde haverá queda significativa da umidade, e o valor pode chegar aos 25%, considerado estado de atenção, pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

As temperaturas em Mato Grosso do Sul podem variar entre de 22°C a 41°C e na capital variando entre 26°C a 36°C.

Cuidados com a saúde

A consequência do tempo seco para a saúde vai desde ardência e ressecamento dos olhos, boca e nariz, por exemplo, até o agravamento de doenças respiratórias.

Crianças e idosos são os mais afetados pela baixa umidade do ar. Por isso, é necessária atenção especial a esses dois grupos de pessoas. O cuidado essencial, é incentivar a ingestão de água, sucos naturais, e água de coco.

Cuidados com a higiene doméstica também são importantes. Evitar o acúmulo de poeira, reduz a incidência de problemas alérgicos. Dormir em local arejado e umedecido pode contribuir para uma noite de sono mais tranquila. Os ambientes podem ser umidificados com toalhas molhadas, reservatórios de água ou umidificadores.

A pele também merece atenção especial neste período. Evitar banhos com água muito quente, que provocam o ressecamento da pele, e usar cremes hidratantes, podem aliviar os sintomas causados pelo tempo seco.

Também é indispensável o uso de protetor solar, e de óculos escuros com proteção UVA e UVB. Outra recomendação é evitar a prática de exercícios em horários com maior incidência de radiação solar, entre 11h e 17h.

Ad

Você também pode gostar...