Histórias de amor, amizade e diversão marcam a vida de quem frequentou os famosos bailes sertanejos da Capital

Um encontro único, repleto de alegria e nostalgia. Assim é definido o Buteco da Vaneira, evento que no dia 6 de setembro de 2022 reúne os maiores nomes dos grandes bailes que animaram por anos as noites sul-mato-grossenses. Alma Serrana, Tradição, Canto da Terra, Laço de Ouro e André Santinni prometem embalar a noite de festa que acontece na Colônia Paraguaia, em Campo Grande e muito mais que um momento de entretenimento, a iniciativa promove encontros e traz à tona importantes memórias de quem viveu momentos inesquecíveis ao som do melhor chamamé e vaneirão.

Exemplo de fã incondicional, Andreia Lopes viajará de Curitiba (PR) para Campo Grande, sua terra natal, para recordar os bons tempos dos bailes. A enfermeira sempre foi fã das festas, em especial do Grupo Canto da Terra e está ansiosa e ao mesmo tempo emocionada com a possibilidade de ouvir e dançar ao vivo os grandes sucessos. “Comecei frequentar os bailes aos 14 anos e sempre que possível, até viajava para acompanhar seus ídolos. Tínhamos fã-clube, camisetas e nossos pais nos levavam e buscavam nas festas e domingueiras. Aos 19 anos me casei e fui embora de Campo Grande, mas sempre acompanhei os grupos, tenho os CD’s e esperava o momento de reviver esse momento. Sei que vou me emocionar muito”, conta Andreia que em poucos dias chega à Capital Morena para viver esse momento especial em comemoração ao seu aniversário, celebrado no último dia 26 de agosto.

Quem também está com os ingressos em mãos para o grande dia é o professor de Educação Física Luiz Alberto Antunes, que na época da faculdade começou a frequentar os bailes sertanejos. “Desde o final dos anos 80 eu frequento os bailões. Vi nascer o Alma Serrana e Canto da Terra e desde então acompanho. É a primeira vez que verei todos juntos, espero uma noite com o verdadeiro sertanejo raiz, como na época que os grupos iniciaram”, conta o professor que lamenta não ter nenhuma foto para recordar a época.

O amor pelos bailes e nos bailes – Diversão, amizades e porque não histórias de amor? Foi em um desses bailes que o técnico de informática Márcio Escobar fez grandes amigos e conheceu seu amor, a esposa Claudete. Ambos fãs do ritmo, nunca deixaram de ‘ser baileiros’, como  Márcio define sobre  o Buteco da Vaneira: o objetivo é reunir os amigos para reviver os bons momentos. “Estamos super ansiosos e convidando todo nosso pessoal para se reunir novamente, principalmente porque vamos ter a chance de rever e ouvir todos os grupos que fazem parte da nossa história”, afirma.

Fã de Canto da Terra e Alma Serrana, a rotina de reunir os amigos para as domingueiras faz parte das melhores memórias de Escobar. “Era tudo muito bom, muito saudável, fiz grandes amigos e tomávamos tereré nos intervalos”, finaliza.

Sobre os grupos – O grupo Tradição, que levou suas músicas às paradas nacionais e foi indicado ao Grammy Latino em 2009, promete trazer as músicas que misturam ritmos como chamamé, rasqueado e vanera à música sertaneja para criar algo contagiante, alegre e dançante. Com duas sanfonas, violão, baixo, bateria e um vocal aprimorado, conseguem mostrar o valor e a alegria da música brasileira, viajando por todos os estados brasileiros, valorizando todas as culturas do país. Em seu repertório, estarão as músicas novas e as que fizeram sucesso.

O Alma Serrana marcou presença em programas de TV em rede nacional –  Programa do Ratinho no SBT,  no Programa Sabadaço, da TV Bandeirantes e no Programa Mulheres da TV Gazeta. As canções com a força da tradição gaúcha foi o convite para baile de muitas festas em Campo Grande e em outros cantos do estado. André Santinni, que foi vocalista do grupo, teve destaque no Domingão do Faustão, num concurso musical. O cantor que também foi do Eco do Pantanal será também uma das atrações do Buteco da Vaneira.

Não dá para fazer um baile sem o Canto da Terra. A banda que tem quase 30 anos de história reúne os amantes dos bailes. No repertório, vaneira, canções românticas e polca paraguaia vão fazer os “baileiros” rodopiar. 

Oriundos de Dourados, o grupo Laço de Ouro tem um grupo de fãs tradicionais. Quem já dançou ao som do grupo não perde uma festa tocada por eles. Eles estarão no Buteco com as músicas “Oroitê”, “Fandangueiro Eu Sou”, “Gaiteiro Apaixonado” e outros. 

Serviço

Buteco da Vaneira

06 de setembro de 2022 – véspera de feriado

20 horas

Colônia Paraguaia em Campo Grande

Ingressos disponíveis com o preço de R$ 50 (primeiro lote) a R$ 100 (quarto lote). As mesas, com quatro lugares, serão apenas para venda antecipada no valor de R$ 800,00. Os convites podem ser adquiridos pelo telefone (067) 98169-5750. 

Ad

Você também pode gostar...