‘Eleições foram tranquilas e abstenção deve ser grande’, diz presidente do TRE/MS

A votação das eleições 2020 está acontecendo em ‘clima de absoluta tranquilidade’ em Mato Grosso do Sul, avaliou o presidente do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), desembargador João Maria Lós. Contudo, acredita que haverá ‘grande’ abstenção de eleitores neste domingo (15), quando são escolhidos prefeitos e vereadores em todo o Brasil. Conforme informações do site Midiamax.

A estimativa de resultado segue às 19 horas, de acordo com o presidente. Até agora, afirma, não foi registrado nenhum incidente que cause ‘qualquer preocupação’. “E acredito que vai se desenvolver assim até o final”. Apesar de a ausência de eleitores, que só poderá ser conhecida em números após o término da apuração, ‘boa parte’ deve comparecer, afirma o desembargador.

Adiada por causa da pandemia, a votação neste ano começou mais cedo, às 7 horas. Deste horário até às 10 horas, a recomendação foi para idosos votarem primeiro e os demais considerados do grupo de risco, também. Em Mato Grosso do Sul, pelo menos 13 pessoas foram presas por boca de urna, venda e compra de voto, registro fotográfico da urna e tumulto. Um deles é candidato a vereador em Ribas do Rio Pardo.

Até agora também, o TRE-MS precisou substituir 32 urnas eletrônicas em Mato Grosso do Sul. Dos equipamentos com defeito trocados, 18 foram em Campo Grande. Técnicos do tribunal já identificaram 69 ocorrências envolvendo urnas no Estado. Além das substituídas, 37 passaram por ajustes.

Ad

Você também pode gostar...