Após derrotas, Felipão é demitido do comando do Palmeiras

Chegou ao fim a terceira passagem de Luiz Felipe Scolari pelo Palmeiras. Após ser eliminado na Libertadores das Américas pelo Grêmio e sofrer uma goleada por 3 a 0 para o Flamengo ontem (01), ele foi demitido pela direção do clube.

“A Sociedade Esportiva Palmeiras decidiu, no início da noite desta segunda-feira, encerrar o vínculo de trabalho com o treinador Luiz Felipe Scolari. Juntamente com ele, deixam os cargos os auxiliares Paulo Turra e Carlos Pracidelli. O clube reafirma seu respeito e admiração por toda a história do técnico Felipão no Palmeiras. Em relação a esta recente passagem, o Alviverde agradece por todo o trabalho e dedicação, que resultaram na conquista do Campeonato Brasileiro de 2018”, disse o clube, através de um comunicado.

Desde que retornou ao clube, em julho de 2018, Felipão participou de 76 jogos, com 46 vitórias, 21 empates e 9 derrotas. O treinador faturou o Campeonato Brasileiro de 2018.

Superado apenas por Oswaldo Brandão (585), o gaúcho termina com 485 jogos pelo Palmeiras (238 vitórias, 132 empates e 115 derrotas).

Em suas passagens anteriores, o treinador ganhou a também Copa Mercosul 1998, a Copa do Brasil (1998 e 2012), a Copa Libertadores (1999) e o Torneio Rio-São Paulo (2000).

Na última quinta-feira, em entrevista coletiva organizada, o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, garantiu que Luiz Felipe Scolari seguiria como treinador do clube.

Fonte: Espn