Que benefício a Educação de Berço pode trazer para a Mulher e para a Família?

Maria Aureliana Vaz Rolim escreve a coluna ‘Família’, exclusivamente para o Folha Morena

Muitas pessoas estão lendo meus artigos aqui no Jornal, animados e esperançosos com o que escrevo. Também estão aconselhando-me e fazendo alguns pedidos no sentido de intensificar os comentários sobre a vantagem de aplicar no país a Educação de Berço. Também sugerem que devo promover reuniões, palestras, para comunidades sobre os 11 assuntos dessa Proposta Educativa. Sugerem que inicie com o TEMA Orientação Sexual com planejamento Familiar.

As pessoas aconselham que o conteúdo seja bem explicado, de forma agradável e popular. Que a mulher e os elementos da família possam entender. E que a mulher, principalmente, possa ler, estudar e aprender que a reprodução (humana) deve fazer parte de sua mente e de seu controle. Assim como o aborto. Pois reprodução desprogramada e a prática do aborto são consequências da falta de conhecimentos, de planejamento, de valorização pessoal e da vida. Concordo com todos os aconselhamentos, pois muitas das sugestões, confesso, ajudam melhorar meu desempenho.

Ansiosos querem saber… Como a mulher deve administrar sua capacidade reprodutiva?

Penso que a vida da mulher deve ser rigorosamente organizada e planejada porque ela é responsável pela vinda do indivíduo a este mundo sem ser consultado se deseja ou não nascer. E sem ser consultado passa fazer parte de uma família e uma sociedade que às vezes não lhe oferece apoio nem consideração. Muitas pessoas já capitaram essa verdade, mas perdidos não sabem o que fazer. Vivem repetindo o comportamento dos pais, que pobres de instrução não puderam repassar nenhuma orientação. A orientação no berço é que resolverá essa questão.

Preocupada com a situação do Brasil no sentido da necessidade em oferecer Educação específica à mulher e à família, procuro, auxiliar facilitando a conscientização. Para tanto estou recorrendo ao foco. Procuro unidade de pensamento. E para isso recorro ao foco.

Foco – é um dispositivo que permite o ajuste de uma lente. Agora transporto o sentido de Foco para meu trabalho.

Isso mesmo. Estou no momento ajustando a lente com minha consciência usando Foco, por isso, faço uma pergunta a mim mesma. Nesse novo governo, onde irei depositar minha atenção e meu empenho? Não me sinto tranquila vendo as pessoas agirem por impulso, nem pela emoção. Então estou convencida que Educação de Berço é ainda a maior e melhor proposta educativa para o povo brasileiro. Não é o mundo que essa proposta poderá mudar, mas o nosso olhar sobre ele (o mundo), que precisa se transformar.

Grande parte das pessoas no mundo corre atrás de instrução e capacitação tecnológica. Isso é verdade! Mas para nós brasileiros a Educação de Berço ainda representa o grito para a largada.  46% da população não possuindo educação no berço nem curso primário é alarmante! Então precisa encarar Educação de Berço como arma e poupança para a Pátria. Esse deve ser o Foco.

Resolvi por este motivo, colocar mais Foco nessa minha jornada e escolhi lidar ferrenhamente com a propaganda para implanta-la.

Essa proposta para ser apreciada e julgada precisa tornar conhecida. Por este motivo convido os leitores a conhecê-la através da leitura do livro Educar para Mudar-Aureliana Vaz à venda nas livrarias; Saraiva, Lê, e Le Parole. Um abraço e até o próximo artigo. Aureliana.

Maria Aureliana Vaz Rolim. Goiana, residente em Campo Grande, casada há 50 anos. Três filhos e três netos. Formação – Letras, na UNB – Brasília – DF (e Faculdade Filosofia e Letras – Itapetininga- S. P). Escritora com 3 livros editados: Família Novos Rumos, Assuntos para Família e o último livro – Educar para Mudar – editado pela Buqui e livraria Saraiva. À venda livros físicos Saraiva, Cultura e em Ebook pela internet nas Livrarias, Amazom, Submarino e outras… Dedico meu tempo a escrever sobre Mulher e sua Capacidade Reprodutiva. Competências para Maternidade e Estruturação Familiar.

Ad

Você também pode gostar...