Projeto quer policial ou guarda municipal dentro das escolas estaduais

O projeto apresentado na Assembleia prevê que para cada escola estadual tenha ao menos um policial ou guarda municipal fazendo a vigilância interna da unidade, tendo então a sua atuação dentro do local. O objetivo é que este profissional possa agir em casos de violência ou até venda ou consumo de drogas e álcool por parte de alunos.

A proposta de Jamilson Name (PDT) destaca que o profissional vai cumprir expediente dentro da escola, lembrando que existem muitos casos de violência contra profissionais ou até tragédias nas unidades escolares, como ocorreu na cidade de Suzano, em São Paulo, que culminou na morte de dez pessoas após atentado contra alunos e funcionários.

Para implementar esta medida, o deputado quer alterar o programa estadual “Escola Segura”, que é feito pelo governo estadual, para incluir a exigência deste profissional nas unidades da rede pública. Hoje esta iniciativa prevê a ronda policial perto das unidades, mas não a presença dentro das escolas.

O projeto segue para as comissões da Assembleia, para depois ser votado em plenário pelos deputados. Caso seja aprovado, ainda passa pelo crivo do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Outras medidas de segurança nas escolas foram arquivadas, porque traziam despesas não previstas ao governo estadual.

Ad

Você também pode gostar...