Peeling bizarro que viralizou na web promete rejuvenescer a pele em até 20 anos; saiba os riscos

O procedimento foi realizado pela clínica Harmonia, do Rio Grande do Sul, que garante rejuvenescimento de 20 anos

“Antes de tudo, o peeling de fenol profundo precisa ser realizado em centro cirúrgico ambulatorial, com médico especialista e capacitado para tal procedimento. Ele é um peeling químico, que entra em contato com a pele, atingindo a camada mais interna (a derme reticular), provocando a remoção de diversos danos. O procedimento também provoca intensa produção de colágeno. O rejuvenescimento é global, podendo rejuvenescer até 20 anos, sem a necessidade de cortes cirúrgicos.”

Além de retardar o envelhecimento da pele, a especialista lista alguns benefícios do peeling. “Ajuda na cicatrização de acnes, reduz a quantidade de rugas profundas, remove manchas e lesões pré-cancerígenas”, afirma Mariana.

A especialista e também a dermatologista Rafaella Caruso — do Hospital Santa Catarina-Paulista —, fazem uma ressalva sobre as contraindicações que precisam ser cuidadosamente orientadas pelos profissionais.

“Gostamos de restringir o peeling de fenol para fototipos baixos, ou seja, para pacientes de pele bastante clara. Para pacientes de pele morena ou negra é completamente contraindicado, já que há o risco de manchar. Pacientes com tendência de cicatrizes e queloides devem evitar o procedimento”, explica Mariana.

“O procedimento também é contraindicado para pacientes com doenças cardíacas, insuficiência renal, problemas no fígado e com hepatite. Outro fator que precisa ser muito bem avaliado é a capacidade psicológica do indivíduo de lidar com o pós-procedimento, pois costuma ser bastante difícil. Gestantes e lactantes também estão na lista de contraindicação”, completa Rafaella.

O peeling exige alguns cuidados especiais dos pacientes. “Os pacientes precisam fazer alguns exames pré-operatórios e preparar a pele com cremes e filtros solares prescritos pelo médico. Posteriormente, enquanto está com a ‘máscara’ (parte do vídeo onde a paciente aparece com o rosto escuro) aplicada, a pessoa precisa conversar pouco e realizar alimentação pastosa com canudo. Também se deve evitar exposição ao sol por 3 meses”, orienta Mariana.

Por se tratar de um tratamento agressivo, a dermatologista do Hospital Moriah Christine Guarnieri ressalta a importância de seguir todos os protocolos médicos. “Quando aplicado de maneira incorreta e mal indicado, pode levar a formação de cicatrizes, manchas brancas e infecções.”

Segundo as dermatologistas, o tempo de recuperação varia entre 10 e 15 dias. O resultado já começa a aparecer nas primeiras horas de procedimento, mas o final leva em torno de três meses.

O peeling fenol profundo é geralmente feito em apenas uma sessão durante toda a vida. “Normalmente, realiza-se uma sessão, no máximo. Como a melhoria decorrente do procedimento é grande, muitos médicos optam por realizá-lo em sessão única”, conclui Christine.

Ad

Você também pode gostar...