O triste relato de Andreza, violada por três homens durante quatro horas

É um relato perturbador . Uma jovem de 21 anos foi violada por três homens que a mantiveram refém num carro, durante quatro horas, no Rio de Janeiro. A estudante de Psicologia partilhou o caso nas redes sociais, para “ajudar mais vítimas”.

Andreza Nascimento passou quatro horas dentro de um carro em andamento, subjugada por três homens que a violaram e ameaçaram com uma arma, depois de a terem sequestrado à porta de casa. O caso aconteceu na madrugada de quinta para sexta-feira, da semana passada, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, no Rio.

A crueza do relato, publicado no Facebook, na sexta-feira, é impressionante. “Pensei muito em vir aqui expor-me, mas sei que assim vou poder ajudar mais vítimas… Três homens estupraram-me durante quatro horas dentro de um carro em andamento, com a arma na minha cabeça, no meu corpo, tudo o que vocês possam imaginar”, escreveu a jovem, que estava prestes a apanhar boleia de um amigo, à saída de casa, quando foi surpreendida pelos homens.

De acordo com o portal de notícias da Globo “G1”, que teve acesso ao depoimento policial do jovem, que também foi sequestrado, os suspeitos, na posse de armas, forçaram Andreza a entrar para o banco ao lado do condutor e entraram para a parte de trás da viatura, obrigando as vítimas a seguir caminho. Quando chegaram ao bairro Porto do Carro, o rapaz foi agredido e preso na mala do carro, altura em que terá começado a ouvir os gritos da amiga.

Ao fim das “quatro horas de aflição”, descreveu Andreza na publicação, os indivíduos tê-la-ão colocado também no porta-bagagens e ameaçado incendiar a viatura. “Disseram que iriam pegar fogo e tudo ficou em silêncio… Depois, foram embora”, contou a vítima no texto, partilhado mais de nove mil vezes.

Acabaram por conseguir abrir a mala e fugir, tendo dado de caras com militares da Polícia que estavam a passar no local e que levaram a universitária para o hospital, onde foi submetida a vários exames e recebeu medicação. O amigo foi nessa madrugada à esquadra, para registar a ocorrência. Andreza foi ouvida à tarde.

Segundo o “G1”, o crime foi registado como violação e roubo, uma vez que os jovens também ficaram sem alguns pertences.

Até este domingo, segundo a imprensa brasileira, nenhum suspeito foi detido. As autoridades continuam a investigar o caso.

Jornal de Notícias


Ad

Você também pode gostar...